Prestação de Serviços Técnicos para o setor de Eletrônica/Tecnologia/Informática!ENGENHARIA com mais de 10 anos!

Especializada em serviços de Treinamentos/Suporte Técnico/Cursos/Reparos/Manutenções/Consultoria Técnica um verdadeiro pós-venda Completo para Empresas/Importadores/Distribuidores/Consumidores Finais!

EXCLUSIVO- Uma das Únicas Vídeo Produtoras do Brasil.Especializada em Informática,Tecnologia e Eletrônica!

Vídeo Produtora TÉCNICA ESPECIALIZADA.Ideal para empresas do Setor de Eletrônicos.Produção de Vídeo Manuais,Vídeo Treinamentos,Vídeo Aulas de Eletrônica para faculdades,cursos,escolas e MUITO MAIS. Conheça nosso Diferêncial!

Especializada em Serviços de INFORMÁTICA/GNU-LINUX para Desktop.Manutenção/Reparo de Computadores Desktop Antigos/Novos.DESDE 1987!

Temos uma Equipe Técnica especializada em informática atuando desde 1986 no setor! Ministramos Treinamentos,efetuamos reparos/manutenções de computadores desktop,ESPECIALISTA LINUX-DESKTOP e muito mais. CONFIRA!

Treinamento/Cursos Técnicos Especializados para o Setor Eletrônico,instaladoras,fabricantes,revendas,Importadores e profissionais autônomos!

Nossa Equipe técnica tema mais de 10 anos de Experiência em várias linhas de Produtos Eletrônicos.Especializados em cursos para manutenção/configuração/montagem de equipamentos eletrônicos. Confira nossos Serviços.

TREINAMENTOS/CURSOS PARA SEGURANÇA ELETRÔNICA.ESPECIALISTA EM ALARMES HONEYWELL/TYCO-DSC

Especializados na área de Segurança Eletrônica/CFTV.Treinamentos/Cursos para técnicos autônomos/empresas do setor,configuração e SUPORTE TÉCNICO,consultoria técnica. Especialista em Cursos para Programação de Alarmes Honeywell/Tyco-DSC.

ESI JMJG SOM-IMAGEMⓇ SERVIÇOS TÉCNICOS E VÍDEO PRODUÇÕES.

Somos uma empresa Prestadora de Serviços Técnicos Eletrônicos,com nossa equipe técnica formada em Engenharia Eletrônica, experiêntes desde 1986 com reparos/circuitos eletrônicos! Especializada em Cursos/Treinamentos Técnicos, Suporte Técnico/Consultoria técnica, Reparo/Manutenções de Computadores Desktop.Especialista em INFORMÁTICA/Tecnologia, sistemas operacionais GNU/LINUX-DESKTOP e SEGURANÇA ELETRÔNICA. Somos também uma Vídeo Produtora TÉCNICA Especializada,ideal para empresas do setor de Eletrônicos. Atendemos pessoas Físicas e Jurídicas com vários serviços EXCLUSIVOS e DIFERENCIADOS.Seja qual for tua necessidade nosso Serviço é feito com TÉCNICA E INTELIGÊNCIA! *NÃO vendemos Produtos,NÃO operamos no ramo do comércio! www.esijmjg.com Empresa do Grupo JMJG São Paulo-SP

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Reparo Restauração Rádio Gravador Cassete k7 Toshiba RT-6100 Vídeo Teste completo

Rádio Gravador K7 Am/FM/Mw/Sw RT -6100 Toshiba. Vídeo teste da restauração parcial em nossa empresa.Confira este clássico de volta as operações normais, aparelho de colecionador.

Poucos aparelhos dos anos 90 conseguem sobreviver atualmente sem uma boa manutenção e restauração em suas peças e componentes. Mas o projeto bem feito e peças de qualidade ajudam bastante para manter certos clássicos em plena condição de voltarem novamente às suas condições de funcionamento originais.

O RT-6100 produzido pela Toshiba é um deles! Um Rádio Gravador portátil com sintonia em Am/Fm/Mw/SW e ainda Cassete (K7) com opção de tape counter.

Um destes modelos foi restaurado em nossa empresa, confira seu vídeo de teste final e review documentário.



O ponto mais interessante do RT-6100 é que o rádio possui duas vias de falante, um falante e um tweater separado para aumentar a melhoria do som. Outro diferencial é seu VU multifuncional, que mede o nível de sinal nas saídas de som durante a gravação e também serve de sintonia fina para as rádios, por fim ele também pode monitorar a tensão das pilhas (quando o usuário usa essa opção de energia).

Infelizmente o modelo que testamos foi recuperado em 75%, ele não consegue sintonizar mais Fm/Mw/Sw já que peças importantes estavam danificadas além de um trincado na placa principal (que foi restaurado).

Mas no quesito Tape Deck o aparelho estava ainda com suas peças em perfeito estado, o que nos permitiu recuperar essa função por completo além da sintonia da rádio AM.

Para finalizar descobrimos um truque inédito para estes modelos (ainda é possível se usar o RT6100 como reprodutor de fontes auxiliares).

Para isso basta seguir as dicas que passamos no vídeo.

Confiram outros clássicos dos anos 90 em breve.

Abraços JMJG
Fã de Áudio Vintage

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Toca Discos 100% Automático Gradiente TT575-RC Restaurado e testado completamente Confiram

Toca Discos TT575 da Gradiente. O único com sistema de movimentação magnética do braço (direita/esquerda) com a tampa fechada. Auto Play e Auto Return. Lift elétrico e cápsula magnética. Parte integrante do conjunto System Energy.


Parte integrante da linha "System Energy" (final dos anos 80, começo de 90), o TT575 foi dotado de funções que nem mesmo as grandes vitrolas modelo RF da Philips tinham! Elevação Elétrica do braço (Lift) e Movimentação Direcional do Braço (Direita/Esquerda) faziam do TT575 um toca discos único!

Confira no vídeo detalhes do circuito eletrônico, e um completo Review com funcionamento detalhado do TT575-RC (modelo com controle remoto)





Gradiente a empresa nacional que revolucionou os anos 70/80/90 com belos projetos de equipamentos eletrônicos. No mundo do SOM, grandes clássicos foram produzidos por essa marca. Muitos consideram o DD1 como o melhor Toca Discos já produzido no Brasil. Mas para quem adora tecnologia, o TT575 é o segundo melhor!


Os comandos são feitos 100% via botões pelo painel (ou controle Remoto no modelo RC). Aqui temos as funções: 

  • AutoPlay (Toca sozinho o disco pela primeira faixa) 
  • Cueing (Eleva ou Desce o braço eletricamente)
  • Skip (Junto no botão AutoPlay, pode deslocar rapidamente entre faixas sempre para o lado esquerdo)
  • ARM ( Desloca para Direta ou esquerda o braço com elevação elétrica acionada automaticamente)
  • Auto Return (Retira o braço do Disco e desliga o prato em qualquer posição que esteja)
  • SPEED (Seleciona entre 33 ou 45 rotações)
  • SIZE (Escolhe discos de tamanho 7 ou 12 polegadas)

O TT575 é um toca discos da época de ouro, toda a tecnologia que poderia ser empregada na produção de um Turntable foi usada aqui! O TT575 é dotado de circuitos Digitais!

Aqui dois amplificadores Operacionais LM741 são usados para movimentar os motores do braço e do Lift! Os motores são operados por bobinas independentes e são montados diretamente nos dispositivos mecânicos.



Para movimentar o braço para os lados Direita/Esquerda um Circuito composto no painel com botões e um controlador Digital, envia comandos para o LM741, que aciona as bobinas de um motor lateral. Dependendo do botão acionado a corrente flui para Direita ou Esquerda, causando o movimento do braço por ação de campo magnético. Essa característica única do TT575 faz com que as faixas do disco possam ser acessadas/trocadas sem intervenção manual do usuário, tudo feito inclusive com a tampa de acrílico fechada!

Poucos Toca Discos fazem isso! É mais segurança pois evita que o usuário opere o braço manualmente, o que pode causar arranhões acidentais no disco (pois exige certa precisão).


Outro motor mais simples consegue efetuar a elevação do braço (Lift) que também é comandado por outro LM741.



Aqui os dois LM741 são também comandados por outro circuito digital no painel, para efetuar as funções Auto Play e Auto Return.

Outra diferença do TT575 é que não existem chaves mecânicas para acionamento do prato e funções do braço, tudo é comandado com um sistema FotoTransmissor feito por LED. São chaves digitais que evitam problemas de mau contato ou desgaste com o tempo.

Tudo isso faz do TT575 um produto robusto e durável, algo que atualmente não existe.



O mais importante está no Shell (que é destacável), uma cápsula Garrard GC-11 magnética que produz uma boa resposta de frequência (melhor do que as cápsulas cerâmicas). Uma agulha de diamante GS-11 da Lesson completa o conjunto com uma alta durabilidade e qualidade sonora! Vale destacar que o braço ainda era feito de alumínio anodizado e possuía peso e contra peso para perfeito ajuste da agulha (sem danificar o disco).

O modelo TT575RC possuía cabo extra para uso de controle remoto que conectado no "System Energy" poderia inclusive comandar as suas funções pelo controle remoto do aparelho. 

TT575 mais que um toca discos, é uma verdadeira obra de arte da eletrônica. Mesmo para aqueles que não gostavam da eletrônica atuando, o TT575 poderia ser operado de forma Semi-Automático,  bastando operar manualmente o braço!

O único ponto negativo, é que ele não possuía empilhamento de discos tais como as grandes vitrolas Philips RFXXX. Vale lembrar que as vitrolas RF da Philips, também tinham as funções AutoPlay e AutoReturn, por isso são consideradas automáticas, mas não possuíam Lift (somente mecânico) nem movimento eletromagnético do braço!

Este vídeo e artigo, são uma homenagem aos melhores toca discos do Brasil, em especial as empresas Gradiente e Vitrolas Philips RFXXX no qual eu cresci ouvindo música desde 1986!



JMJG
Engenheiro Eletrônico e fã de Discos de Vinil

terça-feira, 28 de agosto de 2018

Eletrola Delta 8000 de 1975 Vintage Reparada e Restaurada Veja vídeo demonstrativo

Eletrola DELTA 8000 de 1975! Reparada e funcionando. Um toca discos portátil modelo maleta autêntico vintage, especial para fãs e colecionadores. Vídeo completo com funcionamento e testes. Confira!

O bom e velho disco de vinil (LP) nunca deixou de ser usado pelos fãs e apreciadores da boa música! Mesmo na época digital (MP3, MP4, Flac, DVD, BluRay) as ranhuras da "bolacha" sempre nos causou sensações únicas que somente num disco de vinil podemos encontrar!

O disco está de volta com tudo (nunca deixou de existir), e muitos fabricantes apostando nisso, criam modelos "Vintages" que reúnem a qualidade digital com a clássica eletrônica analógica! Mas estes modelos são mais modernos e não trazem a mesma magia dos modelos antigos..

Só mesmo as vitrolas antigas e originais que continuam com toda a graça que jamais consegue ser copiado pela modernidade.

A DELTA era uma fabricante nacional de aparelhos eletrônicos, e este modelo em questão é a "Eletrola 8000". Modelo portátil que possui o clássico design de maleta!

Confira o Vídeo Completo do modelo 8000 (teste e detalhes) 



O visual Maleta é copiado até hoje nas vitrolas fabricadas que imitam o "mundo vintage". De fato a grande graça delas é possuir uma alça para transporte e todo o sistema embutido de forma compacta e leve!

Não necessita de amplificador externo, pois já possui o alto-falante embutido com todo o sistema de amplificação incluso, é só abrir, ligar, colocar o disco e pronto!

A Eletrola 8000, possuía recursos inéditos em 1975! Sua capacidade de funcionar à pilha ou ligada na energia elétrica era fantástico! 

Outro ponto é possuir capacidade de tocar discos de 33, 45 ou 78 rotações! (a do vídeo toca apenas 33 pois a polia teve que ser refeita e não existem mais peças no mercado). A polia era a primeira tecnologia de transmissão de movimento adotado pelos toca-discos, porém este sistema é muito impreciso e atualmente é o mais difícil de ser reparado, pois conseguir uma polia nova é impossível. Com isso o que pode ser feito ainda é reconstruir uma nova, mas pequenas diferenças de milímetros podem alterar a rotação final, causando diferenças de rotação (pitch). Por isso o que fizemos neste modelo foi otimizar a rotação para o mais próximo de um Long Play (33 rpm).

Eletronicamente era um aparelho sofisticado, pois sua placa era composto por um Circuito Integrado de Amplificador MONO, o que tornava a placa bem pequena e prática para ser embutida. Poucos componentes e leve, praticamente 100% feita de plástico ABS!

As únicas exceções eram o prato que seria feito de aço, peças internas de fixação do eixo do motor, o motor, e outras peças mecânicas que também eram feitas de metal.

O sistema de transmissão entre o prato e o motor era feito por polia, o sistema mais tradicional, barato e simples, embora o sistema fosse bem silencioso, o problema era o desgaste mecânico e o desajuste de velocidade (principalmente para os ouvidos mais refinados).

A cápsula é de cerâmica, barata e simples, uma vez que devido ao circuito eletrônico amplificador MONO, não haveria motivo para empregar cápsulas magnéticas mais sofisticadas e caras!

A agulha poderia ser de diamante ou de safira (a usada no teste é safira)

Mesmo assim a Eletrola 8000 Delta cumpre com suas funções reproduzindo discos com seu som peculiar, ressaltando os tons agudos de um LP. Para isso um controle de TOM (Grave/Agudo) poderia ser ajustado para melhor equalização, muito embora de uma única banda.

É uma vitrola 100% manual, aqui não existe automatismo algum, nem quando o braço chega no final do disco, o usuário tem que retirar e colocar novamente na posição de repouso e desligar a Eletrola, que ainda mantém seu prato girando.

Existem outros modelos DELTA com rádio AM/FM e outras funcionalidades não presentes na Eletrola 8000, o que faz dela um artigo mais raro e digna de estar sendo divulgada em nosso site!

Afinal, para muitos, a graça do Disco é justamente essa, retirar da capa, escolher o lado, posicionar agulha, tocar, retirar o braço para o repouso, retirar o disco, e guardar na capa! É como um perfeito ritual que somente os adoradores fieis do vinil vão entender.

Porém para quem gosta mais de tecnologia, os toca discos automáticos podem fazer todo o trabalho sozinhos! E falando nisso, em outro artigo próximo, iremos trazer um Toca Discos 100% automático!

O Gradiente TT575RC que inclusive permite movimentar o braço com controles eletrônicos inclusive com a tampa completamente fechada! Repleto de funções com Auto Play, Auto Stop, Auto Return,Cápsula Magnética, agulha de diamante e muito mais...


Eu não perderia esse artigo, portanto fique conectado em nosso site!

JMJG
Eng Eletrônico

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Tape Deck Pioneer CT-WM60R O único toca fitas k7 robotizado do mundo Reparado e funcionando

Toca Fitas Tape Deck Pioneer CT-WM60R. O único modelo robotizado que toca até 6 Fitas no Magazine + 1 Fita no Deck externo no total de 7 Fitas cassete! O melhor da eletrônica dos anos 90 produzido no Japão! Exemplar Reparado na ESIJMJG!

Lançado em 1963 pela Philips (mas não inventado por ela) a Fita cassete (K7) magnética doméstica, foi a grande revolução no mundo do armazenamento de dados/áudio. Logo após a invenção do LP (disco de viníl) a fita K7 trazia muitas vantagens, dentre elas a maior duração, não riscava ou estragava a gravação facilmente, e a capacidade de gravação e regravação feita em casa mesmo, sendo a primeira e única forma de armazenamento de som/dados doméstica (já que o Disco de Vínil não pode ser fabricado em casa facilmente).

Os Tape Decks são os aparelhos reprodutores destas fitas magnéticas, e entre centenas de aparelhos produzidos em dezenas de anos, um deles se destaca pela completa tecnologia e riqueza de funções. 

Conheça o CT-WM60R da Pioneer, o primeiro e único Tape Deck do mundo com a função robótica (automatizado por microcontrolador) para escolher e tocar até 6 Fitas K7 automaticamente! Um verdadeiro Juke Box do mundo K7!



O aparelho foi fabricado e projetado no Japão (pais de origem da fabricante) nos anos 90, que era considerado o auge das fitas cassete (K7), muito antes mesmo da popularização do CD!

Com isso toda a tecnologia existente foi empregada em sua fabricação. Nenhum outro aparelho teve tanta tecnologia e recurso quanto os que foram . empregados no CT-WM60R.

No Brasil este aparelho foi importado muitas vezes por conta dos próprios usuários, trazidos diretamente do Japão ou EUA.

O aparelho esta repleto de funcionalidades, dentre elas algumas únicas e exclusivas deste modelo. Alguns recursos são:

  • Abertura motorizada do Deck I Robotizado
  • Magazine para até 6 Fitas K7 no Deck I
  • Seleção Individual de Fitas 1-6 no Deck I
  • Botão Cassette Return (retorna a Fita para o Magazine) Deck I
  • Cassette Intro (toca 30 segundos das fitas) no Deck I
  • AutoReverse Completo nos Deck I e Deck II (com inversão automática do cabeçote)
  • Função Rewind All (rebobina todas as 6 fitas do Deck I)
  • Display LCD Digital com exibição do Tape Counter e outras funções.
  • Entrada e Saída RCA de áudio 
  • Potenciômetro REC Level ( ajusta o nível de gravação)
  • Auto Stop no Play, FF, REW e REC (Deck I)
  • Tape Counter Digital (contagem de metragem ou tempo de fita)
  • Counter Reset (zera o contador Digital)
  • Acionamento eletromecânico das funções dos Decks (usando eletroimã que dispensa o uso de botão mecânico)
  • Deck II Externo Single com Função Auto Reverse.
De todas as funções deste incrível aparelho, o Deck I com seu mecanismo robótico é o que mais impressiona neste produto. Um sistema automatizado eletrônico seleciona a fita do magazine, carrega e encaixa sozinho no Deck I (interno). O Deck I não pode ser acessado pelo usuário, pois está montado internamente no aparelho, junto ao sistema robótico. 

Com isso toda a operação é controlada por um microcontrolador, exatamente como os vídeo-K7 mais modernos foram. Neste outro vídeo podemos verificar como o mecanismo é operado em detalhes.




Um motor executa o deslocamento do mecanismo robotizado para o ponto exato da fita (magazines de 1 até 6). Na parte inferior um pino garante o destravamento da gaveta, para que a fita possa ser movimentada. Existe um sincronismo fantástico com este mecanismo, as engrenagens inferiores trabalham para que o sistema carregue por completo a fita, evitando o travamento do sistema.

Antes de abrir a gaveta do Deck I o usuário deve apertar o botão "Cassette Return"⬇ para garantir que todas as fitas estejam no magazine e nenhuma ainda esteja dentro do Deck I o que poderia causar algum problema nas engrenagens inferiores.

Para Rebobinar todas as 6 Fitas do Deck I, um botão ⬱"Rewind All" fazia esta função, entregando todas as 6 fitas completamente rebobinadinhas e prontas para serem guardadas.

O AutoReverse é integral em todos os Decks (I e II) e ainda efetua a inversão do sentido do cabeçote de gravação.

Tudo isso faz do CT-WM60R um dos melhores Tape Decks já fabricados no mundo, um modelo único e capaz de entregar toda tecnologia para reproduzir fitas K7.

A Pioneer ainda fabricou uma outra versão deste aparelho, um modelo que era exatamente igual a esse com o Deck I Robotizado, mas não tinha o Deck II Externo. Todas as demais funções são as mesmas deste aparelho mostrado aqui.

Isso é Japão, isso é eletrônica! Viva os anos 90!

Não percam, em breve mais raridades sobre o mundo da eletrônica que passaram por nossos laboratórios de reparo/restauração.

Obs: O aparelho em questão pertence ao cliente colecionador, que nos trouxe para reparo.

JMJG 
Eng Eletrônico

domingo, 26 de agosto de 2018

Processo de Restauração Reparo Conserto de Som antigo Vintage Empresa Especializada



Processo Detalhado para Restauração/Reparo/Conserto de Aparelhos de Som Antigo e Vintages ( Toca Discos / Walkmans / Tape Deck/  Micro System / Stereo System / simulares)

Poucos aparelhos antigos sobrevivem ao tempo, alguns são esquecidos/jogados/guardados/largados  e as vezes caem nas mãos de vendedores e colecionadores que sabem do real valor que estes aparelhos possuem no mercado.

Não podem ser vendidos como sucata (apenas se não tiverem mais condições de reparo). Infelizmente não existem mais peças críticas de reposição de modo que muitos deles acabam não tendo mais condições de funcionar ou funcionares parcialmente ( quanto apenas uma parte do produto ainda pode operar normalmente).

Nossa empresa possui um Engenheiro Eletrônico muito experiente desde 1986 com equipamentos eletrônicos antigos. Ele praticamente cresceu com Toca Discos/ Tape Deck Cassete e com isso possui o "Know-How" suficiente como poucos no mercado!

Para completar ainda temos fornecimento ativo de algumas peças  novas (tais como correias) que geralmente são a causa de 90% dos problemas de Toca Discos (Belt-Drive)/Walkmans/Tape Deck/Gravadores K7.

Confira no vídeo abaixo, como fazemos o reparo/restauração de vintages. Nosso laboratório de engenharia é repleto de recursos para tal. 

Na ESIJMJG a principal diferença é que não temos pressa em resolver, pelo menos pesquisamos até o final todas as alternativas para que o produto possa funcionar total/parcial.

Aqui não temos uma pilha de OS para resolver, e deixar seu produto que toma tempo condenado sem ao menos tentar ao máximo!


Contudo independente do esforço da nossa equipe, as peças é que definem o percentual de chance de reparo/condenação: A regra é como definido abaixo:

Nos casos de Correia o índice de reparo é praticamente 99%! 

Nos casos de Chaves Mecânicas/potenciômetros/botões o índice é de 70%.

Nos casos de Componentes eletrônicos discretos (capacitores, diodos, transistores, etc)  o índice é de 50%

Nos casos de Circuitos Integrados o índice é de 25%

Peças críticas (cabeçotes, circuitos integrados específicos, peças exclusivas) o índice é de ZERO%! Ou seja não temos como resolver!

Tudo será informado por LAUDO Fotográfico para o cliente (sem custo adicional). Um trabalho de primeira que somente a ESIJMJG pode fazer!

Nossos Laudos de restauração tem valor no mercado de coleção, pois determina o % percentual de restauração que o aparelho tem ( Acima de 50% até 100%) ou condenação (abaixo de 50% de funcionalidade).

Caso seja proprietário de um aparelho de som vintage que esteja condenado, adoraríamos aceita-lo como doação! Dessa forma estará ajudando a outros proprietários poderem ter seus aparelhos consertados no futuro, pois praticamos reciclagem de peças ( usadas para consertar outros produtos).

Em nossa sede aceitamos tudo que seja vintage. Basta agendar a visita e trazer! (Não fazemos retirada)!

☏ 2308-4673

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Antigo Gravador Fita Cassete K7 Windsor 2186 Restauração Reparo Testando

Antigo Gravador K7  Windsor 2186. Exemplar recuperado/restaurado em nossa empresa. Assista ao vídeo de demonstração de funcionalidades. Ideal para fãs de áudio Vintage!

Dando continuidade ao nosso serviço de reparo de áudio vintage, os gravadores de fita K7 portáteis são uma verdadeira febre. Procurados por fãs e colecionadores vintage, eles foram fabricados entre as décadas de 70/80/90. 

Originalmente foram usados largamente nos antigos computadores (Linha MSX/ TK/ TRS/ CP) como forma de armazenamento de dados (nessa época não existia Disco Rígido e os Floppy Disks eram muito caros).

Foram usados largamente por equipes de reportagens, e usuários domésticos como forma de gravação de áudio de voz/música.

Confiram um vídeo de um Gravador Windsor 2186 que foi restaurado em nossa empresa!




O Windsor 2186 é um exemplar de fabricação chinesa (Hong Kong) no início dos anos 90, sendo um dos últimos de sua geração. Nessa época a fabricação chinesa ainda era de melhor qualidade comparado aos dias atuais.....

Com seu visual moderno e aluminizado, ele representa um estilo único que o fabricante empregou em toda a linha Windsor (diversos modelos). Este possui design azul, destacando as teclas importantes de acionamento. Seu controle deslizante de volume sai do convencional controle de potenciômetro circular para um potenciômetro estilo slider (o único problema dele é o acúmulo de sujeira com o tempo pois está aberto ao ambiente).

Este modelo não possui Tape-Counter o que afirma seu uso recomendado para voz/música (áudio), porém suas entradas MIC/REM/EAR permite que ele seja conectado também num computador antigo.

Destacam-se ainda entrada auxiliar (AUX) para uso provavelmente em vitrolas antigas (entrada K7 Extra), desta forma podia-se manter conectado o microfone ao gravador e ainda usar uma entrada extra de áudio para gravação (conexão de até duas fontes). Outro diferencial é o botão EJECT para abrir a tampa, geralmente era feito junto com a tecla Stop, mas neste modelo criaram um botão extra apenas para essa função, dando mais beleza e estilo Windsor.

O exemplar recuperado só não está gravando (devido a problemas o circuito que não podem ser consertados), mas encontra-se 90% operacional no restante, fazendo dele uma excelente peça de coleção para Gravadores K7 modernos!

Juntem-se a nós numa próxima onde traremos mais clássicos do mundo áudio!

JMJG
Eng Eletrônico.

sábado, 11 de agosto de 2018

Tudo sobre o Atari 2600 História Lançamento e Projeto Documentário Histórico Brasil

Tudo sobre a Atari e o Atari 2600 no Brasil e no mundo. Curiosidades e reportagem técnica completa numa série de vídeos exclusivos. Confira modelos brasileiros, empresas e lojas que fizeram parte da nossa história. (Parte 1)

Conhecido Simplesmente como "Atari" na verdade o nome deste console de vídeo game era "Atari 2600" referindo-se ao modelo exato da versão. Atari é na verdade a empresa que o fabricou. Você sabia que Steve Jobs trabalhou na Atari, antes de fundar a Apple?

Após muitas décadas, as empresas estão decidindo relançar muitos produtos vintage, talvez como forma de aumentar as vendas pela nostalgia. O mesmo aconteceu com o Atari 2600, que foi modernizado e usando a mais alta tecnologia, regressa do mundo atual trazendo seus jogos de 8 Bits em pleno mundo 64 bits!

Assista ao nosso vídeo exclusivo (parte1) falando Tudo sobre a Atari e Atari 2600 no Brasil, que foi bem diferente dos modelos internacionais, saiba o motivo!

Eu (JMJG) já tive um Atari é claro, comprado pela minha querida e eterna Vovó, na época era presente de aniversário, e que presente! Mas infelizmente não pude liga-lo no dia, devido a tomada, o adaptador de energia não encaixava, e precisa comprar um plugue adaptador para conectar. O meu modelo foi exatamente este abaixo:


Um Dactar, modelo de Atari 2600, fabricado pela Milmar Eletrônica 100% nacional, e diferente da versão original.

Lembro que tinha um cartucho com 4 Jogos nele (Boxing, PacMan, Ski,Corrida F1), mais tarde comprei um outro cartucho com os jogos (PitFall, Enduro, Donkey Kong, Frogger). Tive mais outros cartuchos com 25 Jogos (River Raid, Megamania,e outros tantos clássicos).
Infelizmente ele foi "doado" sem meu conhecimento... Então não tenho mais...

O Fato de Steve Jobs ter trabalhado no inicio do projeto fez dele o videogame mais revolucionário na época. A limitação de hardware era o grande desafio na época, comparado aos seus irmãos mais velhos (Arcade= Fliperama) o Atari 2600 não tinha tantos recursos gráficos e sonoros. Eles teriam que fazer um "milagre" para construir um hardware enxuto porém o mais poderoso possível, explorando a capacidade dos componentes no limite! E foi o que fizeram.


Ainda jogo Atari 2600, nos famosos emuladores, no Linux o StellaX, mas não é a mesma coisa de ter o console real...

Seguem abaixo algumas propagandas de época para matar saudades também.





Os jogos eram em grande parte vendidos em cartuchos ROM, no qual o jogo estava gravado num chip, devido ao encaixe elétrico (slot) era muito difícil usuários copiarem jogos em casa, obrigando a se comprar o jogo original.  Nessa época a Pirataria não era uma grande ameaça para o mercado de Jogos, e os faturamentos de venda de cartuchos bateriam recordes mundiais.


Com o tempo, de tanto por e tirar o cartucho, poderia se danificar os contatos do slot,  deixar o encaixe bambo ou causar mau contato! Nada que uma assopradinha não resolva kkkkkk.

A última tentativa de fazer o Atari Sobreviver aos futuros Computadores (que tinham mais recursos gráficos e de som), foi o Dactar-Comp, que tornava o Atari uma espécie de computador Pessoal.

Essa foi a última versão do Atari no Brasil

Mas ainda não terminamos nossa homenagem ao Atari 2600 em nosso site........Em breve, teremos muito mais sobre o Atari.... Não percam à Parte 2 com detalhes técnicos do Hardware/Eletrônica do Atari.

Até mais

JMJG
Engenheiro Eletrônico

Postagem em destaque

Pacote Office de Graça? E sem vírus ou pirataria! Treinamento e Implantação

Suite Office Gratuita para TODOS os Sistemas Operacionais (Windows/GNU-LINUX/MacOSX)   por JMJG Não importa se tu é usuário de MAC-OS, ...

FIQUE POR DENTRO

Prestador de Serviços Técnicos Eletrônicos/Vídeo Produções Técnicas com Sede em São Paulo-Capital CNPJ: 179732170001-80 Visite www.esijmjg.com nosso site Oficial secundário (0X11) 2308-4673 ou (0x11)96435-5881 Grupo JMJG

2008-2018 ⓇESI JMJG SOM&IMAGEM Serviços Técnicos e Vídeo Produções. Tecnologia do Blogger.